COMUNIDADE FAMILIA ASCENSAO
SAUDAÇÕES QUERIDA FAMILIA.
PARA CONHECER OS DEBATES E PARTILHAS ANTERIORES VISITE O LINK
http://nominato.com.br/forum/index.php

ATENÇÃO :
APÓS FAZER O REGISTRO, VÁ NA SUA CAIXA DE EMAIL E "ATIVE" SUA CONTA.
VOLTE AO FÓRUM E CLIQUE "LOGIN" NOME E SENHA "MANTER CONECTADO". PARA FUGIR DAS PROPAGANDAS.


LIVRO DE URÂNTIA

Página 13 de 13 Anterior  1, 2, 3 ... 11, 12, 13

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: LIVRO DE URÂNTIA

Mensagem  Convidad em Qua Out 20, 2010 8:41 pm

É concordo contigo nessas colocações e concordo também com o que falou para o Mago sobre ninguém possuir predileções junto ao Pai Celestial... já disse e repito o livro de Urântia nos tras belíssimos ensinamentos... e acho oportuno que você com mais entendimento desse livro faça suas colocações de acordo com o que estudou.
E os ensinamentos são vários o que muda é a fórmula como é colocado...e são bem vindos quando por caminhos seguros, nos ajuda a voltar pra casa.
Portanto Salve o Livro de Urântia!
E Salve a todos os ensinamentos que nos levam ao mais puro amor e benevolência
de Deus.
E obrigada por voltar a usar a assinatura Pedro Paulo ela é sua acredite!
Abraços.


Pedro Paulo escreveu:Olá Raio de Luar!

Uma parte interessante é "Os Cem de Caligástia", eles eram todos de mundos diferentes, cada um passou por uma determinada cultura em outros mundos, eram seres superiores, com alto conhecimento e na Rebelião de Lúcifer alguns foram a favor e outros contra, se espalharam pela terra, formando novos povos e transmitindo os ensinamentos de acordo com que sabiam.

Por o planeta ser um planeta decimal, não segue a mesma ordem de um planeta que não é, a evolução pode ser diferente e não obedecer as normas de uma planeta normal, também por isso por haver alguma confusão quanto as raças, porque num planeta normal, há sequencia lógica de acordo com as normas superiores, enquanto que num planeta decimal pode seguir outro rumo, indo contra os ensinamentos de seres que tiveram a origem em outros mundos.

Ainda temos a questão da rebelião de Lúcifer, que não só deixou a terra isolada, como também deixou todo o sistema isolado da constelação e segundo o Livro no sistema de Satânia existiam mais de 600 mundos habitados, sem contar que também houve alguns outros sistemas em rebelião além do nosso.

Por isto gosto de lembrar sempre aos meus colegas de estudos, é saber separar o que é antes e depois de Cristo, tendo em vista que depois da vinda de Michal na terra, antigos ensinamentos perderam valor perante este ensinamento maior, transmitido pelo próprio Criador do Universo Local de Nebadon.

Além de tudo isto temos que levar em conta os ensinamentos transmitidos por homens e ensinamentos transmitidos por seres acima do homem, como é no caso do Livro de Urântia.

Uma ótima quarta-feira!


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LIVRO DE URÂNTIA

Mensagem  Mago(Antonio) em Qua Out 20, 2010 9:39 pm

Exato caro amigo somente nesse nosso sistema de Satânia são 600 mundos habitados! em média de três para cada aglomerado de uma estrela, como esse nosso sol que chamamos de sistema; só isso nos diz o quanto devemos compreender, entender a todos; penso que alguém seria capaz de dizer que ja foi na capital desse nosso sistema, em Jerusém e, ou em um dos sete mundos de transição?
Eu ja fui num desse mundos, não posso dizer se em Jerusém ou em um dos sete satélites de transição; são mundos físicos como esse nosso, mas a energia nesse mundos não são como as que aquí entendemos, ela emanam da própria matéria e as instalações são como cidade catedrais de beleza, mas jamais algo na Terra que se compare; aquí na Terra possivelmente mais além da quinta dimensão existe uma dimensão na qual a luz emana da própria matéria e existem instalações também propícias aos que se desconectam da matéria, sejam por morte física, seja por alguns tipos de desdobramentos; ante de ler esta estupenda obra eu ja fazia estas andanças mas não entendia, no entanto após a leitura desse livro eu ja entendo mais ou menos de tudo que se passa comigo.
São mundos de consistencia moroncial.
Sei que devemos, uma obrigação nossa de buscar entender, compreender e de perdoar a tudo e a todos que possamos entender seja uma marcação, que na verdade, na realidade imparcial, não é.
Somos todos um na busca da implantação de uma nova órdem social e estes pequenos, simples e supostos desentendimentos são apenas questionamentos firmados em orientações advinda de raios e seus seguimentos diversos e que isso não venha a nos confundir como sejam divergentes uns dos outros; penso que somos todos realmente irmãos, como vc e Raio de Luar falou, somos filhos de Deus e buscamos uma mesma ordenação.
A sabedoria, a luz e a vida são o nosso destino.
Precisamos muitos de vc e de seus escritos, comentários etc.

Muita paz, luz e vida em todo nosso Ser
avatar
Mago(Antonio)

Mensagens : 25
Data de inscrição : 11/09/2010
Localização : Sertão

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LIVRO DE URÂNTIA

Mensagem  Convidad em Qui Out 21, 2010 2:53 am

Olá Pessoal!

Uma parte muito interessante do Livro de Urântia é Documento 194 - O Outorgamento do Espírito da Verdade, que por várias vezes já citei que tudo mudou depois de Pentencostes, que também depois que Jesus nasceu na terra, até o tempo foi dividido em AC e DC.

Abaixo retirei alguns pequenos trechos que descrevem que depois de Pentencostes muitas coisas mudaram:

Documento 194 - O Outorgamento do Espírito da Verdade

(2061.9) 194:2.11 Desde a outorga do Espírito da Verdade, está o homem sujeito ao ensinamento e ao guiamento de um dom espiritual tríplice: o espírito do Pai, o Ajustador do Pensamento; o espírito do Filho, o Espírito da Verdade; o espírito do Espírito, o Espírito Santo.

(2063.3) 194:3.5 Para sempre será verdade que “onde está o espírito do Senhor, há liberdade”.

2063.5) 194:3.7 A religião de Jesus desenvolve o tipo mais elevado de civilização humana, pois cria o tipo mais elevado de personalidade espiritual e proclama a condição sagrada da pessoa.

(2064.2) 194:3.10 A outorga do Espírito da Verdade foi independente de todas as formas, cerimônias, lugares sagrados e comportamentos especiais da parte daqueles que receberam, em plenitude, a sua manifestação.

Para todo o sempre, Pentecostes desligou a experiência espiritual da noção de que houvesse locais especialmente favorecidos.

(2064.4) 194:3.12 Pentecostes dotou o homem mortal com o poder de perdoar as agressões pessoais, de manter-se doce em meio à injustiça mais grave, de permanecer firme em face do perigo mais tremendo, e de desafiar os males do ódio e da ira, por meio de atos audazes de amor e de paciência.

Urântia passou, na sua história, pela destruição de guerras grandes e arrasadoras.

Todos os participantes dessas lutas terríveis encontraram a derrota.

Houve apenas um vitorioso; houve apenas um, que saiu dessas lutas amargas com a sua reputação mais elevada — e este foi Jesus de Nazaré e a sua palavra divina, de sobrepujar o mal com o bem.

O segredo de uma civilização melhor está contido nos ensinamentos do Mestre, sobre a irmandade dos homens, a boa vontade do amor e confiança mútuos.

(2065.1) 194:3.13 Até Pentecostes, a religião havia revelado apenas o homem à procura de Deus; desde Pentecostes, permanece o homem na busca de Deus, mas brilha sobre o mundo o espetáculo de Deus, que também busca o homem e que, tão logo o tenha achado, envia o Seu espírito para residir dentro dele.

(2065.2) 194:3.14 Pentecostes pôs fim a todas as discriminações religiosas fundadas em distinções raciais, diferenças culturais, castas sociais, ou preconceito de sexo.

(2065.3) 194:3.15 Pentecostes marcou o fim dos sacerdócios especiais e de toda a crença em famílias sagradas.

(2065.6) 194:3.18 Pentecostes teve o propósito de minimizar a presunção dos indivíduos, grupos, nações e raças.

(2065.7) 194:3.19 A vinda do Espírito da Verdade purifica o coração humano e conduz a pessoa, que o recebe, a formular um único propósito de vida, na vontade de Deus e para o bem-estar dos homens.

A exultação, que esse espírito traz ao ser efundido, e, quando é experimentado conscientemente na vida humana, é um tônico para a saúde, um estímulo para a mente e uma energia infalível para a alma.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LIVRO DE URÂNTIA

Mensagem  Convidad em Qui Out 21, 2010 3:22 pm

Olá Pessoal!

Postei alguma coisa sobre o que aconteceu depois de Pentencostes, quando o Espírito do Filho, o Espírito da Verdade foi vertido sobre toda a humanidade, o templo sagrado de Deus é o próprio homem e daí por diante não existe mais qualquer discriminação de qualquer espécie.

Para alcançar a imortalidade, basta sinceramente acreditar em Deus, procurar fazer sua vontade, acreditar que todos somos irmãos e temos o mesmo Pai.

Deus é tão justo que o ser humano tem o livre arbítreo até mesmo de optar pela segunda morte, istó é abrir mão da sua imortalidade, perdendo sua individualidade, como se nunca tivesse existido, fazendo parte da experiência do Ser Supremo, o Deus da vida experencial.

Uma ótima quinta-feira a todos!

_____________________________________________

(2062.9) 194:2.20 E assim a dádiva do Espírito da Verdade trouxe ao mundo e aos seus povos o último dom do espírito, destinado a ajudar na busca ascendente de Deus.

Documento 194 - O Outorgamento do Espírito da Verdade

(2061.9) 194:2.11 Desde a outorga do Espírito da Verdade, está o homem sujeito ao ensinamento e ao guiamento de um dom espiritual tríplice: o espírito do Pai, o Ajustador do Pensamento; o espírito do Filho, o Espírito da Verdade; o espírito do Espírito, o Espírito Santo.

(2062.1) 194:2.12 (2062.1) 194:2.12 De um certo modo, a humanidade está sujeita à influência dupla, de apelo sétuplo, das influências espirituais do universo.

As raças evolucionárias primitivas, de mortais, estão submetidas ao contato progressivo com os sete espíritos ajudantes da mente do Espírito Materno do universo local.

À medida que o homem progride, escala acima, em inteligência e em percepção espiritual, vão chegando até ele e residindo nele as sete influências dos espíritos superiores.

E esses sete espíritos, dos mundos em avanço, são:

(2062.2) 194:2.13 1. O espírito outorgado, do Pai Universal — o Ajustador do Pensamento.

(2062.3) 194:2.14 2. A presença espiritual do Filho Eterno — a gravidade espiritual do universo dos universos; e o canal certo para a comunhão de todos os espíritos.

(2062.4) 194:2.15 3. A presença espiritual do Espírito Infinito — o espírito-mente de toda a criação, a fonte espiritual da semelhança intelectual de todas as inteligências progressivas.

(2062.5) 194:2.16 4. O espírito do Pai Universal e do Filho Criador — o Espírito da Verdade, geralmente visto como o espírito do Filho do Universo.

(2062.6) 194:2.17 5. O espírito do Espírito Infinito e do Espírito Materno do Universo — o Espírito Santo, geralmente considerado o espírito do Espírito do Universo.

(2062.7) 194:2.18 6. O espírito-mente do Espírito Materno do Universo — os sete espíritos ajudantes da mente do universo local.

(2062.Cool 194:2.19 7. O espírito do Pai, dos Filhos e dos Espíritos — o espírito, com um nome novo, dos mortais ascendentes dos reinos, depois da fusão da sua alma mortal, nascida do espírito, com o Ajustador do Pensamento; e após haverem-se elevado, subseqüentemente, até a divindade e atingido a glorificação, por meio do status que atingem no Corpo de Finalidade do Paraíso.


Última edição por Pedro Paulo em Qui Out 21, 2010 8:40 pm, editado 2 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LIVRO DE URÂNTIA

Mensagem  Mago(Antonio) em Qui Out 21, 2010 6:58 pm

Então louvemos a Jesus e ao dia de Pentencostes.
Todos somos gratos por estas benesses.

Todos somos filhos de Deus e irmãos, uns dos outros,
desde que realmente queiramos assumir tal responsabilidade; como diz nosso querido amigo W.A.M., questão apenas de vontade, de querer e de se assumir como tal.

Muita paz, luz e vida em todo nosso Ser.
avatar
Mago(Antonio)

Mensagens : 25
Data de inscrição : 11/09/2010
Localização : Sertão

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LIVRO DE URÂNTIA

Mensagem  Convidad em Sex Out 22, 2010 4:00 pm

Olá Pessoal!

É da minha opinião que depois da vinda de Jesus na terra, a Bíblia antiga perdeu muito valor, tendo em vista que os Evangelhos são mais atuais.

Depois que li o que está escrito no LU, sobre toda a vida de Jesus, provalvelmente até os evangelhos ficarão para trás, não tendo mais necessidade de encontrar qualquer outro Evangelho perdido.

Na parte deste Livro que relata a vida de Jesus, é o que de mais completo encontrei até hoje, além de contar a história de quem é Michael, antes de depois de ter vivido a sua Sétima auto-outorga na vida de Jesus.

Jesus sempre quis separar seus ensinamentos da antiga religião judaica, e no Livro está escrito o quanto foi difícil até para seus apóstolos a se desapegarem dos suas antigas crenças e costumes.

Na Bíblia está escrito histórias confusas sobre a Criação do Mundo, sosbre Adão e Eva, Lúcifer e outros assuntos, que desde criança já acreditava que não era assim, e na minha busca por respostas cheguei há pouco tempo na leitura deste Livro, que me esclareceu a respeito destes questionamentos e muitos outros.

Já salientei por diversas vezes aqui no fórum que muitos tentam ressuscitar deuses mortos, alguns pagãos e outros até o Deus Yavé, abaixo transcrevo uma parte do Livro que esclarece parte do escrevi acima.

Depois que Jesus passou pela terra tudo mudou, em vez de um deus vingativo, ele apresenta um Deus de Amor e pai de toda humanidade.

___________________________________________________________________________________________

Documento 194 - O Outorgamento do Espírito da Verdade

(2060.5) 194:1.5 Pentecostes era a grande festa do batismo, o tempo de dar as boas-vindas aos prosélitos convertidos de fora, os gentios que desejavam servir a Yavé.

2. O Significado de Pentecostes

(2060.6) 194:2.1 Jesus viveu na Terra e ensinou um evangelho que redimiu a humanidade da superstição de que o homem era um filho do mal; e elevou-o à dignidade de filho de Deus pela fé.

E agora, que ele deixou pessoalmente o mundo, ele enviou no seu lugar o Espírito da Verdade, que está destinado a viver no homem e, para cada nova geração, a restabelecer a mensagem de Jesus, de um modo tal que cada grupo novo de mortais, a surgir na face da Terra, tenha uma versão nova e atualizada da palavra de Deus, como um esclarecimento pessoal e um guiamento grupal, que se constituirá em uma solução efetiva para as dificuldades espirituais variadas e sempre novas.

(2061.Cool 194:2.10 O termo “batismo do espírito”, que veio a ter um uso tão geral nessa época, significou meramente a recepção consciente dessa dádiva do Espírito da Verdade e a tomada de consciência desse novo poder espiritual, como uma ampliação de todas as influências espirituais experienciadas até então pelas almas conscientes de Deus.

3. O que Ocorreu em Pentecostes

(2062.10) 194:3.1 A missão principal dessa efusão do espírito do Pai e do Filho é a de ensinar aos homens sobre as verdades do amor do Pai e da misericórdia do Filho.

Essas são as verdades da divindade que o homem pode compreender muito melhor que todos os outros traços do caráter divino.

O Espírito da Verdade ocupa-se, principalmente, da revelação da natureza do espírito do Pai e do caráter moral do Filho.

O Filho Criador, quando esteve encarnado, revelou Deus aos homens; o Espírito da Verdade, no coração, revela o Filho Criador aos homens.

(2064.1) 194:3.9 Esse Dia de Pentecostes testemunhou um grande esforço do espírito, no sentido de liberar a religião de Jesus dos seus elos herdados dos judeus.

Mesmo após essa demonstração da efusão do espírito sobre toda a carne, os apóstolos, no princípio, ainda tentaram impor os quesitos do judaísmo aos convertidos.

E até mesmo Paulo teve problemas com os seus irmãos de Jerusalém, porque ele se recusou a submeter os gentios às práticas judaicas.

(2064.3) 194:3.11 Pentecostes, com o seu dom espiritual, estava destinado a desligar a religião do Mestre de qualquer dependência de força física; os mestres dessa nova religião estão agora equipados com armas espirituais.

Devem sair para conquistar o mundo com o perdão infalível, com uma boa vontade incomparável e amor abundante.

Eles estão equipados para sobrepor o bem ao mal, para vencer o ódio pelo amor, para destruir o temor com uma fé corajosa na verdade.

Jesus já havia ensinado aos seus seguidores que a sua religião nunca era passiva; e que os seus discípulos deviam ser sempre ativos e positivos nas suas ministrações de misericórdia e nas suas manifestações de amor.

Esses crentes já não consideravam Yavé como o “Senhor das Hostes”.

Eles agora consideravam a Deidade eterna como o “Deus, e Pai do Senhor Jesus Cristo”.

Pelo menos esse progresso eles fizeram, ainda que não tenham apreendido, inteiramente, a verdade de que Deus é também o Pai de todos os indivíduos.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LIVRO DE URÂNTIA

Mensagem  Mago(Antonio) em Sex Out 22, 2010 5:50 pm

Justamente e, por ser este planeta, um de órdem decimal nesse universo, justamente por este motivo foi que Michael o escolheu para sua sétima e última auto outorga e isso nos diz como todos somos gratos e, inclusive os ordenamentos de elevação e de buscas espirituais aquí neste mundo é muitto diferente de outros que são bem serenos e calmos, no entanto com esta profusão de seres de variadas espécies e setores e até de universo distintos, torna-se esse mundo muito propício à evolução das mais variadas categorias de seres e isso é bom e salutar para todos que aquí estamos, com a graça de Deus nosso Pai de Eterna Bondade e de Jesus Cristo, Michael de Nébadom.
avatar
Mago(Antonio)

Mensagens : 25
Data de inscrição : 11/09/2010
Localização : Sertão

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LIVRO DE URÂNTIA

Mensagem  Convidad em Seg Out 25, 2010 3:10 am

Olá Pessoal!

Abaixo transcrevi uma pequena parte do LU, que desmistifica a história de Nóe, assim existem tantas outras inventadas, buscam uma forma sobrenatural ou estraordinária, para explicar acontecimentos que não entendiam ou até ocorreu de uma forma natural.

Mas o interessante desta história de Nóe, que pode ser uma solução para muitos moradores que vivem sofrendo problemas com enchendes. Se eles construíssem moradias em forma de barcos, evitariam grandes transtornos.

Quantas vezes vimos pessoas que moram nas margens de rios, que ano após ano perdem quase tudo em enchentes.

Uma ótima semana a todos!

________________________________________________________________________________
(875.1) 78:7.4 A história bíblica de Noé, da arca e da enchente, é uma invenção do sacerdócio hebreu durante o seu cativeiro na Babilônia.

O Livro de Urântia

Documento 78 - 7. As Enchentes na Mesopotâmia

(874.7) 78:7.2 Por milhares de anos, depois que o primeiro Éden submergira, as montanhas na costa leste do Mediterrâneo e aquelas a noroeste e a nordeste da Mesopotâmia continuaram a elevar-se.

Essa elevação dos planaltos foi bastante acelerada por volta de 5 000 a.C., e isso, junto com o aumento da precipitação de neve nas montanhas ao norte, causou enchentes sem precedentes em todas as primaveras, em todo o vale do Eufrates.

Essas enchentes nas primaveras tornaram-se cada vez piores, até que finalmente os habitantes das regiões ribeirinhas tiveram de mudar-se para os planaltos a leste.

Por quase mil anos, dezenas de cidades ficaram praticamente desertas em conseqüência desses dilúvios.

(874.Cool 78:7.3 Quase cinco mil anos depois, quando os sacerdotes hebreus em cativeiro na Babilônia, buscaram ligar a Adão a origem do povo judeu, encontraram uma grande dificuldade em reconstituir a história.

Então ocorreu a um deles abandonar esse esforço, deixar que o mundo inteiro afundasse na própria perversidade, à época da enchente de Noé, e ficar, assim, em uma posição melhor para atribuir a origem de Abraão a um dos três filhos sobreviventes de Noé.

(875.1) 78:7.4 A única época em que a superfície da Terra esteve completamente coberta pela água foi durante as idades arqueozóicas, antes que as terras começassem a aparecer.

(875.2) 78:7.5 Entretanto, Noé existiu realmente; foi um fabricante de vinho em Aram, uma colônia junto ao rio, perto de Erec.
Ele mantinha um registro escrito dos dias de alta do rio, ano após ano.

Chegou a ser bastante ridicularizado, quando subia e descia o vale do rio, advogando que todas as casas devessem ser feitas de madeira, no feitio de barcos; e que os animais da família fossem colocados a bordo todas as noites, quando se aproximasse a estação das enchentes.

Finalmente, veio um ano no qual as enchentes anuais aumentaram bastante, por causa de uma chuva anormalmente pesada, de modo que a súbita elevação das águas levou toda a aldeia; apenas Noé e os mais próximos, na sua família, salvaram-se na sua casa flutuante.

(875.3) 78:7.6 Essas enchentes completaram a dissolução da civilização andita. Ao fim desse período de dilúvio, o segundo jardim não existia mais.
Apenas no sul, e entre os sumérios, alguns vestígios da glória anterior prevaleceram.

(875.4) 78:7.7 Os remanescentes dessa civilização, uma das mais antigas, podem ser encontrados nessas regiões da Mesopotâmia, bem como a nordeste e a noroeste delas.

Contudo, vestígios ainda mais antigos dos dias da Dalamátia existem sob as águas do golfo Pérsico; e o primeiro Éden está submerso na extremidade leste do mar Mediterrâneo.

(877.4) 78:8.13 [Apresentado por um Arcanjo de Nébadon.]

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LIVRO DE URÂNTIA

Mensagem  Antonio(Mago) em Seg Out 25, 2010 5:10 am

Sabemos disso nobre amigo Pedro Paulo, sabemos sim que a bíblia cristã foi adulterada no sentido de confundir e de amedrontar muitos e fazer com que muitos itermediários humanos, ou seja, muitos humanos buscássem terceirizar os conhecimentos sagrados e a religião para propagar o comércio das indulgências por todo mundo crstão; hoje em dia o que mais se vende em todos os locais sob os emblemas de Deus e de Jesus, nas muitas Seitas criadas até os dias de hoje são as indulgências que garantem a salvação, o emprego, a saúde e muita felicidade, a custos de dinheiro vivo que se oferece desde o nascer ao raiar do sol e da lua.
avatar
Antonio(Mago)

Sagitário Mensagens : 276
Data de inscrição : 11/08/2010
Idade : 61
Localização : Recife - Pernambuco

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LIVRO DE URÂNTIA

Mensagem  Convidad em Seg Out 25, 2010 2:40 pm

Olá Mago!

Hoje em dia, muitas coisas são trazidas para a luz e aquele que estiver interessado em realmente buscar a verdade, certamente acabará encontrando.

Um dos maiores ditados do Mestre Jesus é "E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará".

Veja só quantas informações estão no LU, que para um sincero buscador é uma luz realmente libertadora, libertadora de tantas crendices errôneas, conta a história real da evolução do planeta e das raças e a vida de Jesus em detalhes que não se encontra em nenhum outro lugar.

Um abraço!

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LIVRO DE URÂNTIA

Mensagem  Convidad em Seg Out 25, 2010 3:14 pm

Olá Pessoal!

Existem muitas teorias para o surgimento da raça branca na face da terra, uns chegam a dizer que são de origem extra-terrestre, mas segundo o LU esta raça surgiu duma misciginação natural entre as raças da terra.

Claro que não devemos esquecer que Adão e Eva, os filhos materiais, que foram os responsáveis pela elevação biológica das raças evolutivas, que deixaram muitos descendentes aqui na terra e que posteriormente misturaram seu sangue adãmico com estas raças.

Também temos que levar em conta os 100 (cem) assessores de Caligástia que era o Príncipe Planetário de Urântia, sendo que cada um deles teve origem em um planeta diferente e trouxeram consigo conhecimentos nas mais diversas áreas, que explica o surgimento de grandes civilizações aqui na terra e que mais tarde desapareceram.

Outro fator importante é que relatam que aqui na terra houve civilizações que viveram épocas de ouro, que há uma certa confusão com os Jardins do Édem que surgiram aqui na terra, mas estas cidades estavam fadadas a desaparecer por serem cidades artificiais que não passaram pelo caminho da evolução, já foram criadas naquele estado superior as que existiam naquela época.

Esta parte dos Anditas comenta que eles estiveram na Ilha de Páscoa, conta da submersão de ilhas que existiam naquele local que foram afundadas e que a própria ciência atual confirma os fatos.

Além de os Anditas terem viajados por todo o planeta, 132 deles estiveram aqui na América e deram nascimento aos ancestrais dos governantes do Povo Inca.

Comenta também sobre os Sumérios que eram os últimos dos anditas e também comenta sobre a raça vermelha, que foram os indios americamos expulsos da Ásia pelos povos da raça amarela.

Abaixo extrai do LU, uma parte que acho muito interessante:

Documento 78 - A Raça Violeta Depois dos Dias de Adão

(868.2) 78:0.2 Este documento descreve a história planetária da raça violeta, começando logo após a falta de Adão, por volta de 35 000 a.C., perdurando até a miscigenação dessa raça com as raças nodita e sangique, por volta de 15 000 a.C., para formar os povos anditas, até que desaparecessem finalmente das suas terras natais na Mesopotâmia, por volta de 2 000 a.C.

4. Os Anditas

(871.7) 78:4.1 As raças anditas foram a mistura primária da raça violeta, de linhagem pura, com os noditas, acrescidas dos povos evolucionários.

No conjunto, o termo andita é usado para designar os povos cuja herança racial violeta é de um oitavo a um sexto.

(871.Cool 78:4.2 Os primeiros povos anditas tiveram origem nas regiões adjacentes à Mesopotâmia, há mais de vinte e cinco mil anos, e consistiam em uma combinação de adamitas e noditas.

(872.1) 78:4.3 Sob todos os pontos de vista, os anditas foram a melhor raça humana a surgir em Urântia, desde os dias dos povos violetas de linhagem pura.

(872.2) 78:4.4 Esses anditas primitivos não eram arianos, eles eram pré-arianos.

Não eram brancos, eram pré-brancos.

E não eram nem um povo ocidental, nem oriental.

É a herança andita, todavia, que confere à mistura poliglota, das chamadas raças brancas, aquela homogeneidade generalizada que tem sido chamada de caucasóide.

(872.3) 78:4.5 As linhagens mais puras da raça violeta traziam consigo a tradição Adâmica da busca da paz, o que explica por que os primeiros deslocamentos das raças haviam sido migrações de natureza mais pacífica.

À medida, porém, que os adamitas se uniram às raças noditas, as quais nessa época eram raças beligerantes, os seus descendentes anditas tornaram-se, para a sua época, os mais hábeis e sagazes militaristas que jamais viveram em Urântia.

5. As Migrações Anditas

(872.Cool 78:5.4 Por volta de 12 000 a.C., três quartos das raças anditas do mundo residiam no norte e no leste da Europa e, quando aconteceu o êxodo posterior final da Mesopotâmia, sessenta e cinco por cento dessas últimas ondas de emigração entraram na Europa.

(873.1) 78:5.5 Os anditas não apenas migraram para a Europa, como para o norte da China e da Índia e muitos grupos penetraram nos confins da Terra, como missionários, educadores e comerciantes.

(873.3) 78:5.7 Cento e trinta e dois membros dessa raça, embarcados em uma frota de barcos pequenos vindos do Japão, finalmente alcançaram a América do Sul e, por meio de casamentos com os nativos dos Andes, deram nascimento aos ancestrais dos governantes posteriores dos Incas.

Eles cruzaram o oceano Pacífico por etapas curtas, permanecendo nas muitas ilhas que achavam pelo caminho.

As ilhas do grupo da Polinésia eram mais numerosas e maiores do que agora, e esses navegadores anditas, junto com alguns dos que os seguiram, modificaram biologicamente os grupos nativos durante o seu trânsito.

Muitos centros de civilização florescentes surgiram nessas que agora são terras submersas, como resultado da penetração andita.

A ilha de Páscoa, há muito, havia sido um centro administrativo e religioso de um desses grupos perdidos.

(873.4) 78:5.8 As conquistas migratórias dos anditas continuaram até a sua dispersão final, entre 8 000 e 6 000 a.C.

À medida que saíam da Mesopotâmia, eles esgotavam continuamente as reservas biológicas da sua origem e fortaleciam visivelmente os povos vizinhos.

E, assim, a cultura da Mesopotâmia espalhou-se calmamente pela Europa, Índia, China, norte da África e pelas Ilhas do Pacífico.

6. As Últimas Dispersões Anditas

(873.5) 78:6.1 As três últimas ondas de anditas deixaram a Mesopotâmia entre 8 000 e 6 000 a.C.

7. As Enchentes na Mesopotâmia

(874.7) 78:7.2 Por milhares de anos, depois que o primeiro Éden submergira, as montanhas na costa leste do Mediterrâneo e aquelas a noroeste e a nordeste da Mesopotâmia continuaram a elevar-se.

Essa elevação dos planaltos foi bastante acelerada por volta de 5 000 a.C., e isso, junto com o aumento da precipitação de neve nas montanhas ao norte, causou enchentes sem precedentes em todas as primaveras, em todo o vale do Eufrates.

Essas enchentes nas primaveras tornaram-se cada vez piores, até que finalmente os habitantes das regiões ribeirinhas tiveram de mudar-se para os planaltos a leste.

Por quase mil anos, dezenas de cidades ficaram praticamente desertas em conseqüência desses dilúvios.

(875.3) 78:7.6 Essas enchentes completaram a dissolução da civilização andita.

Ao fim desse período de dilúvio, o segundo jardim não existia mais.

Apenas no sul, e entre os sumérios, alguns vestígios da glória anterior prevaleceram.

(875.4) 78:7.7 Os remanescentes dessa civilização, uma das mais antigas, podem ser encontrados nessas regiões da Mesopotâmia, bem como a nordeste e a noroeste delas.

Contudo, vestígios ainda mais antigos dos dias da Dalamátia existem sob as águas do golfo Pérsico; e o primeiro Éden está submerso na extremidade leste do mar Mediterrâneo.

8. Os Sumérios — Os Últimos dos Anditas

(875.5) 78:8.1 Quando a última dispersão andita alquebrou a espinha dorsal biológica da civilização da Mesopotâmia, uma pequena minoria dessa raça superior permaneceu na sua região natal, próxima das embocaduras dos rios.

Esses foram os sumérios e, por volta de 6 000 a.C., eles haviam-se tornado uma descendência amplamente andita, embora a sua cultura tivesse um caráter mais exclusivamente nodita e eles se ativessem às antigas tradições da Dalamátia.

Esses sumérios das regiões da costa, entretanto, eram os últimos anditas na Mesopotâmia.

(877.3) 78:8.12 E essa é a história da raça violeta, depois dos dias de Adão, e do destino que teve a sua terra natal, entre o Tigre e o Eufrates.

(877.4) 78:8.13 [Apresentado por um Arcanjo de Nébadon.]

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LIVRO DE URÂNTIA

Mensagem  Convidad em Ter Out 26, 2010 4:37 pm

(2063.1) 194:3.3 E o dia da crucificação ficou escuro, mas, na manhã da ressurreição, estava gloriosamente luminoso; e ainda mais brilhante e mais cheio de júbilo esteve o Dia de Pentecostes.

Documento 194 - O Outorgamento do Espírito da Verdade

(2062.11) 194:3.2 Muitas das coisas que acontecem no decurso de uma vida humana são duras para serem compreendidas, difíceis de serem reconciliadas com a idéia de que este é um universo no qual prevalece a verdade e onde a retidão triunfa.

Muito freqüentemente parece que o insulto, as mentiras, a desonestidade e a falta de retidão — o pecado — prevalecem.

E a fé, afinal, triunfa sobre o mal, o pecado e a iniqüidade?

Sim, triunfa.

E a vida e a morte de Jesus são a prova eterna de que a verdade da bondade e da fé, na criatura conduzida pelo espírito, será sempre justificada.

Quando crucificado, chegaram a zombar de Jesus na cruz dizendo:

“Vamos ver se Deus virá para libertá-lo”.

(2063.1) 194:3.3 A vida mortal deu os mais duros, cruéis e amargos golpes em Jesus; e este homem recebeu todos os golpes desesperados, com fé, coragem e com a determinação inarredável de cumprir a vontade do Pai.

Jesus aceitou a vida, em toda a sua realidade terrível, com mestria — até mesmo na morte.

(2063.2) 194:3.4 Na cruz ele recusou-se a beber a droga mortal, e o seu espírito, efusionado em toda a carne, é uma influência mundial poderosa que conduz o homem à elevação, levando-o a progredir.

O impulso espiritual para o progresso é a força mais poderosa presente neste mundo; aquele que é o verdadeiro crente no aprendizado da verdade possui a alma que progride ativa e dinamicamente sobre a Terra.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LIVRO DE URÂNTIA

Mensagem  Convidad em Qua Out 27, 2010 6:26 pm

Olá Pessoal!

Já tinha em mente postar algo como sendo a última postagem sobre o LU aqui no Fórum Ascensão.

Escolhi esta parte do LU porque comenta que Jesus quando esteve aqui na carne preferiu beber até a última gota do cálice da vida mesmo que estas últimas gotas fossem muito amargas.

Também achei muito importante a parte que comenta que dia da crucificação ficou escuro, mas, na manhã da ressurreição, estava gloriosamente luminoso; e ainda mais brilhante e mais cheio de júbilo esteve o Dia de Pentecostes.

Michael quando esteve vivendo na personalidade de Jesus de Nazaré trouxe o maior de todos os ensinamentos para a humanidade que é o Amor e dentro deste Amor está o perdão até para os seus próprios inimigos.

Mesmo que haja alguma divergência entre algumas crenças e o LU, temos que levar em consideração o que é mais importante, e o mais importante de todo este ensinamento é que ele prega que é o Reino de Deus onde todos os homens são irmãos e filhos do mesmo Pai.

Participava exclusivamente do Fórum Ascensão e raramente participava doutros fóruns mas agora começarei a participar de muitos outros fóruns.

Obrigado e desejo a todos um ótimo recomeço, tão glorioso como o dia que Jesus Ressuscitou e tão cheio de júbilo como no "Dia de Pentencostes"!

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LIVRO DE URÂNTIA

Mensagem  Antonio(Mago) em Qui Nov 11, 2010 3:32 pm

Nobre visitante.
Muita paz, luz e vida em todo nosso Ser.
avatar
Antonio(Mago)

Sagitário Mensagens : 276
Data de inscrição : 11/08/2010
Idade : 61
Localização : Recife - Pernambuco

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LIVRO DE URÂNTIA

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 13 de 13 Anterior  1, 2, 3 ... 11, 12, 13

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum